As entregas podem sofrer um pequeno atraso devido ao fluxo alto de vendas de fim de ano. Contamos com a sua compreensão.

Novak Djokovic

Novak Djokovic

Novak Djokovic (sérvio: Новак Ђоковић, Novak Đoković; [nɔ̂ʋaːk dʑɔ̂ːkɔʋitɕ]; BelgradoIugoslávia22 de maio de 1987) é um tenista profissional sérvio.[1] É o atual número 10 em simples do ranking mundial masculino de tênis[2] e o primeiro jogador da história do tênis a passar a marca de US$ 100 milhões em faturamento com premiação por performance em quadra, o que o credencia a ser um dos melhores tenistas da história.

Djokovic assumiu a liderança do ranking mundial pela primeira vez no dia 4 de julho de 2011, voltou a liderar entre novembro de 2012 e setembro de 2013, reassumiu o topo em 7 de julho de 2014 e permaneceu como n° 1 até 6 de novembro de 2016. [2] Ele é o quinto tenista que por mais tempo ocupou o topo do ranking.[3]

Pelas conquistas que Djokovic já contabilizou na carreira, ele já é considerado como um dos maiores tenistas da história do tênis,[4][5]pois já conquistou 68 títulos nível ATP, sendo que 67 foram em simples e 1 em duplas.[6] Djoko também é o 3º maior ganhador de simples em atividade de torneios ATP na Era Aberta, com 68 títulos.

O sérvio já ganhou 13 torneios do Grand Slam (6 Open da Austrália, 4 Torneios de Wimbledon, 2 U.S. Open e 1 Aberto da França). E em 2016, ao comemorar o título de Roland Garros, ele conquista o Grand Slam de carreira. Se tornando apenas o oitavo homem a conseguir triunfar nos quatro principais torneios do circuito, sendo o segundo mais velho a atingir esta marca, atrás apenas do norte-americano Andre Agassi. Outro feito, atingido pelo sérvio ao vencer o Grand Slam francês, é o de conseguir vencer os quatro Grand Slam de forma consecutiva, algo que apenas o americano Don Budge e o australiano Rod Laver conseguiram.[7] Além dos doze títulos de Grand Slam no seu currículo, ele também foi vice-campeão de simples em outras oito finais de Grand Slam. Também já conquistou 5 ATP World Tour Finals (2008, 2012, 2013, 2014 e 2015). E com o título do ATP World Tour Finals de 2015, o sérvio é o primeiro tenista a vencer o torneio por quatro anos seguidos.[8]

Djokovic é o segundo maior vencedor de torneios ATP Masters 1000, com trinta conquistas, sendo que o sérvio contabiliza, seis Masters de Miami, cinco Masters de Indian Wells, quatro Masters de Roma, quatro Masters de Paris, quatro Masters do Canadá, três Masters de Shanghai, dois Masters de Monte Carlo e dois Masters de Madrid. E além dos trinta títulos de Masters no seu currículo, Novak Djokovic também foi vice-campeão de simples em outras treze finais de ATP Masters 1000. Em 2015, tornou-se no primeiro tenista a alcançar o feito de conseguir conquistar de forma consecutiva os três primeiros torneiros ATP Masters 1000 do ano.

A vitória de Djokovic sobre Roger Federer na final de Wimbledon em 2014 o tornou o primeiro homem a vencer o suíço, que é considerado o maior tenista da história, em todos os quatro Grand Slams.[9]

No final do ano de 2010, Djokovic e seus compatriotas Viktor TroickiJanko Tipsarevic e Nenad Zimonjic foram campeões da Copa Davis ao derrotarem os tenistas da França na decisão por 3 a 2.[10] Seus treinadores atuais são o ex-tenista alemão Boris Becker e o eslovaco Marián Vajda.[11]

Não há produtos para este departamento.